Goretti volta a cobrar promoções para PMs do sexo feminino

Você está em: Início / Notícias
13/11/2019

A deputada Goretti Reis (PSD), fez um pronunciamento na sessão desta segunda-feira, 11, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, cobrando agilidade no que se refere à ascensão da carreira de policiais militares do sexo feminino.

“A luta é antiga e desde dezembro de 2001 que as policiais femininas de Sergipe fazem uma via-crucis reivindicando seus direitos por meio de ações judiciais, tendo sido vencedoras e o estado cumpriu parte da decisão realizando curso de sargentos para as policiais femininas em questão, somente em 2008 e mesmo assim, a Polícia Militar não cumpriu imediatamente a promoção. Tiveram acesso a fazer o curso, mas entretanto não foram promovidas. Ganharam, mas não levaram”, lamenta.

Goretti Reis explicou que só em 2013, as policiais conseguiram execução de julgamento através de processo que visou a obtenção do cumprimento da decisão que determinou a execução, após o estado ter entrado com diversos recursos. “Com base nessa decisão, a Polícia Militar de Sergipe cumpriu o restante da obrigação promovendo retroativamente as policiais militares, conforme as médias obtidas no curso de formação de sargento, através do realinhamento voluntário à turma de sargentos do sexo masculino, do curso de 98. Parecia que o calvário feminino tinha acabado, fato este que não aconteceu. E em 2015, elas foram surpreendidas pela publicação no Boletim Ostensivo, anulando  a portaria  de 2013 que tinha promovido voluntariamente as policiais, ou seja, uma despromoção”, esclarece.

A deputada Lamentou ainda que o fato tenha adoecido muitas militares. “Isso porque com essa decisão, elas tiveram várias perdas financeiras, além do constrangimento na instituição, galgada de hierarquia e disciplina. Desta forma foi necessário que elas buscassem novamente o Poder Judiciário para  que seus direitos adquiridos não fossem descumpridos. E novamente tiveram o direito de participação nas promoções, colocando-as nas condições de excedentes, as fazendo a entrar com novas ações judiciais”, diz.

“Em 29 de outubro deste ano, houve uma decisão, informando que deve ser sanado o erro e isso está colocando policiais do sexo masculino em pânico, achando que as policiais ser preteridas em relação a eles. Peço apoio dos pares e do Poder Público para essa luta porque todas as ações que elas conseguem ganhar, mas não levam. A intenção delas é apenas fazer justiça a um direito que foi tirado, que é a ascensão da  carreira profissional e não prejudicar ninguém”, garante.

Foto: Sandra Cavalcante/Ascom Parlamentar

Veja também

Instituto de Identificação de Lagarto ampliará o número de atendimentos

Instituto de Identificação de Lagarto ampliará o número de atendimentos

16/01/2020 - “Mais um ano se inicia e nossos trabalhos continuam. Estive com o governador Belivaldo Chagas e com o  diretor do Instituto de Id...

Indicação de Goretti Reis garante reabertura de Posto Policial em Olhos D´Água, Lagarto

Indicação de Goretti Reis garante reabertura de Posto Policial em Olhos D´Água, Lagarto

20/12/2019 - O Posto Policial do povoado Olhos D’ Água, localizado no Largo Dona Flora, em Lagarto, encontra-se desativado há de...

Equipe da AMO visita Goretti Reis para desejar Boas Festas

Equipe da AMO visita Goretti Reis para desejar Boas Festas

10/12/2019 - Na tarde de hoje, 9, a presidente voluntária da Associação dos Amigos da Oncologia (AMO), Conceição Balbi...

Delegada da DAGV de Lagarto visita instalações da Procuradoria da Alese

Delegada da DAGV de Lagarto visita instalações da Procuradoria da Alese

06/12/2019 - “Só elogios para essa brilhante iniciativa. A deputada Goretti tem sido nossa parceria na luta contra a violência dom&eac...

(C) 2019 Deputada Federal Goretti Reis. Todos Direitos Reservados